Boa noite lindos e lindas…
Hoje irei escrever um texto sobre nosso passado, sobre o que foi o gatilho para chegarmos até aqui e mudarmos nossa relação completamente… Muitas pessoas me perguntam sobre a crise que sofremos (que eu já citei anteriormente) e quero falar sobre isso agora.

Éramos um casal normal, com uma relação bem convencional, aquele ciúmes moderado, sem grandes aventuras ou planos que fugissem muito do sexo comum. Fazíamos um sexo gostoso, mas não nos conhecíamos profundamente (hoje eu sei).
O Lipe assistia vídeos de vez em quando, eu sabia, mas também nunca me importei.
Enfim, o problema começou quando engravidei (para muitos uma grande surpresa,rsrsrs). Nossa vida mudou totalmente, começando pelo fato que o Lipe não tem tesão nenhum por grávida, então, ficamos a gestação inteira transando 1 vez a cada mês e olhe lá. Vocês já conseguem imaginar o quanto isso foi díficil pra ele rsrs Quando finalmente nasceu, existe aquele processo de adaptação, a famosa quarentena, e lá se foram mais 3 meses. A coisa realmente ficou feia, a essa altura, o Lipe estava vivendo a vida dupla. Ele tinha um perfil secreto no twitter, como muitos de vocês, e vivia essa realidade paralela. Rapidamente, começou a se interessar por algumas GPs e resolveu experimentar esse mundo sozinho.
Eu demorei para entender que havia algo errado, apenas percebia meu marido ausente, longe, dizia que estava trabalhando, um celular que era apenas do trabalho passou a ter chip e senha, e ele ficava totalmente nervoso quando eu tocava no assunto. Eu que sou uma detetive nata rsrs resolvi investigar mais a fundo, e um belo dia, consegui desbloquear o “tal” celular e vi tudo.
Minha vida desmoronou, e eu me senti a pessoa mais burra, idiota, horrorosa e tudo mais de ruim do mundo.
Não foi fácil, imaginem que eu estava com um bebê pequeno, não dormia, mal tinha tempo para comer, quem dirá me arrumar, isso para mim foi um choque, e eu não consegui dizer uma única palavra. Meu marido estava me traindo.

O Lipe implorou para eu perdoa-lo, cogitamos separação, vivemos separados dentro da mesma casa por um longo tempo, as vezes eu o perdoava, as vezes me lembrava de tudo. E aquela dor convivia comigo, todo dia, passei a me achar feia, eu acreditava que se ele me traiu, é porque não me amava, me achava feia, não tinha mais tesão, enfim, criei em minha cabeça muitos porquês que me deixavam cada vez mais para baixo.

Se passaram cinco meses, e estávamos beirando o fim da relação. O Lipe tinha me dado acesso a todas suas senhas, tinha se tornado presente na relação, e assim me dado mais tempo para me arrumar, e cuidar de mim, tinha de fato mudado totalmente suas atitudes afim de resgatar e consertar ao máximo tudo o que fez, mas eu, não conseguia esquecer, não conseguia superar isso.

Chegamos aquele momento onde ele não aguentava mais ouvir minhas lamentações sobre esse assunto, e eu não aguentava mais conviver com isso.

Foi nesse momento, que fizemos pela primeira vez o que devíamos ter feito há um longo tempo… Sentamos e tivemos uma conversa séria e franca. Nos abrimos, o Lipe me explicou tudo o que aconteceu, as motivações, me explicou sobre como o homem sente tesão por outras pessoas mesmo sem amar, me explicou que o amor que sentia por mim era maior do que qualquer uma dessas coisas e se pra ficar comigo ele tivesse que abrir mão de tudo, ele abriria. Eu disse a ele como me sentia horrível, me achava feia, não queria transar com ele por não me sentir boa o suficiente, eu vivia me comparando com as mulheres que ele saiu, quando na verdade não havia comparação.

Entramos então em um impasse, se o Lipe deixasse de sair, de ver vídeos, e só transasse comigo pela vida inteira, isso não me traria tranquilidade nunca. Eu sempre iria pensar que ele estava me traindo, me manteria insegura, com medo e investigando a vida dele. Ele por sua vez, ficaria infeliz vivendo uma vida onde ele está sendo julgado a todo tempo, e também sem grandes emoções. Resolvemos que daríamos uma chance ao relacionamento liberal, e nossa única regra seria respeitar o tempo do outro.

Começamos a ler sobre isso, a pesquisar, a desmistificar esse mundo, e começamos a compreender que era algo muito mais leve do que aparentava a ser, e para mim principalmente, mudou totalmente meu conceito de como uma relação deve ser, e conforme caminhávamos dentro dessa nova jornada juntos, fomos nos conhecendo mais, abrindo nossos segredos mais íntimos um para o outro, passamos a conversar sobre tudo, passamos a explorar mais o sexo, e nossa vida melhorou muito!!!

Com o Twitter resgatei minha autoestima, deixei de ser a Carol tímida e passei a ser a Cacau, uma mulher como sempre imaginei, sensual, entregue, delicada, romântica… por fim descobri que essa mulher sempre existiu em mim, eu apenas não a havia encontrado.

É isso, espero que o Lipe escreva essa mesma história na versão dele para vocês!

Um super beijo da Cacau =*

13 comentários em “A Crise da nossa relação

  1. Rob disse:

    Cacau….fico impressionado primeiro da forma como se expressa por escrito… depois com a forma de abordagem do tema que escolhe… e finalmente com a facilidade em como passa exatamente o que quer passar para nós… e nisso td vai a sua inteligência em abordar temas polêmicos e pessoais , para que outras pessoas possam ver que isso acontece mesmo… e vc dá a sua interpretação e a forma como fez para sair de uma situação incômoda e que afeta grande parte de nossa sociedade, mas que não ousamos encarar e nem mesmo comentar, como esse tema de hoje… vivemos isso e escondemos em um cantinho de nosso cérebro e não nós abrimos com ninguém… taí um fato a ser pensado… talvez a solução não seja a mesma … mas nos faz refletir sobre como agimos em caso semelhante.
    Brilhante tema, brilhante texto, e para vc deu certo … então reflitamos , eu serei um deles… Bjs Rob

    • Cacau disse:

      Exatamente meu lindo, dessa vez, não quis dar dicas, nem conselhos, porque isso foi algo muito pessoal, uma situação dessas depende muito da personalidade da pessoa que está lidando, por sua vez, acho que muitos homens e mulheres irão se identificar, e talvez encontrar uma solução para os próprios problemas, afinal, a traição, desejos por outras pessoas, sexo e etc… são assuntos que sempre estarão em alta no cotidiano das pessoas. O importante é falar a respeito, e não fugir. Um super beijo e obrigada pelo comentário. =D

  2. Marcelo Batista (recochacal) disse:

    Parabéns pela forma madura, adulta e inteligente como resolveram essa situação, vocês dois tem meu respeito e admiração !!!

  3. Jonathan Santana disse:

    Que história cativante, estou impressionado com a cumplicidade entre vcs. Realmente, no trecho ” o homem sente tesão por outras pessoas mesmo sem amar, me explicou que o amor que sentia por mim era maior do que qualquer uma dessas coisas e se pra ficar comigo ele tivesse que abrir mão de tudo, ele abriria. ” Descreve com detalhes como a maioria dos homens se sentem em relação ao tesão por outras sem deixar de amar uma única mulher. Parabéns ao casal continuem sempre com esta sinceridade e parceria.

  4. Luciano disse:

    Parabéns pelo texto, Cacau. É muito interessante poder entender mais sobre vocês dois e como tudo começou. Talvez seja por isso que vocês são muito queridos pelos seus seguidores, pois além de serem atenciosos com os seguidores, também estabelecem uma espécie de vínculo com todos nós e fazendo com que todos se sintam próximos uns dos outros.

    Beijos de admiração para você, Cacau, e um abraço no Lipe.

  5. Tarciso Corrêa disse:

    Minha querida e amada lady Cacau, lendo o teu relato consigo ver o que aconteceu na minha própria vida, pq fiz minha esposa passar pelo mesmo que vc passou. Antes de começar a contar o que aconteceu, queria que vc soubesse que esse é meu nome verdadeiro e tudo que vou te contar aconteceu exatamente assim. Então vamos lá, Eu tinha um casamento de cinco anos, dava aula numa escola particular muito bem conceituada na região onde eu morava, ou seja, tinha uma vida tranquila. Mas nunca perdi o costume de me masturbar, muitas vezes minha esposa via e brigava comigo, pq eu não tinha necessidade de ficar me masturbando assistindo vídeos se ela estava ali perto. Mas até aí tudo bem. O problema começou quando perdemos nossos pais, foi um grande baque pq perdemos os dois com três dias de diferença, juntando com isso eu passei um grande estresse na faculdade, já que nesse ano eu cursava os últimos dois semestres do curso de Pedagogia. Tudo isso abalou muito nosso casamento e fomos nos afastando. O golpe final foi quando por intermédio de um grupo, conheci uma moça de Minas Gerais, se eu te contar que me apaixonei por ela no primeiro dia vc vai dizer que estou mentindo, mas foi o que aconteceu. Lembro como se fosse agora, foi exatamente no dia do meu aniversário 22/02, chamei ela pra conversar uma coisa do grupo e a conversa foi rendendo, trocamos alguns aúdios, ela disse que eu tenho uma voz linda e eu amei o sotaque de BH que ela tem. Pronto, ali meu casamento começou a terminar. Desse dia em diante não conseguia ficar mais sem ela, ligava mandava mensagens , quando mandava aúdios pra ela ela me mandava muitos emojis de coração, na saída da escola ligava pra ele e fazia um caminho muito mais longo pra ficar conversando com ela. Depois de uns dias começamos a fazer sexo virtual, lembro que o primeiro nude que mandei pra ela, ela me contou que estava almoçando com a irmã dela e acabou derrubando o celular com o susto que levou….rsrsrsrs, Era muito gosto “brincar” com ela, lembro que na primeira vez, eu fiquei tão excitado que quando gozei meu corpo não parava de tremer, fiquei assim por uns 50 segundos, foi incrível, mas nisso minha esposa já estava desconfiada, eu havia mudado muito, não largava o celular e coloquei senha nele, até que num sábado esqueci o celular em cima da cama e fui me escovar, não sei como ela desbloqueou e viu algumas conversas, Cacau quando eu entrei no quarto e ela estava chorando e me perguntou pq eu tinha feito aquilo com ela, só de lembrar a sensação me aperta o coração, o que eu ia dizer pra ela, eu não tinha nem como me defender, pq não havia defesa eu era um traidor. Depois disso ela acabou descobrindo o telefone dessa moça de Minas, mandou algumas mensagens pra ela, mas ela conseguiu despistar minha esposa, mas brigou comigo, continuamos conversando todos os dias por um tempo, mas nunca mais fizemos sexo virtual. O pior é que meu amor por ela não diminuiu nem um pouquinho, as vezes ouço os aúdios que ela me mandou, vejo as fotos e isso me consome. Olha minha lady, se eu tivesse direito a um pedido, só um, esse seria pra que ela voltasse a me amar, pq tenho certeza que ela me amava, mesmo sem nunca ter falado assim como estou te falando, Ano passado pedi demissão da escola em que eu trabalhava, voltei pra minha cidade, minha esposa veio junto, mas dois meses depois foi embora. Hj estou separado, sem a mulher que me amava e sem a que eu amo. Ainda bem que vc e o Lipe conseguiram passar por essa crise. Te desejo toda sorte e felicidade do mundo minha Lady Cacau, vc é uma mulher maravilhosa, linda, inteligente, sexy e uma ótima escritora. Me perdoa se esse relato ficou com cara de desabafo, mas queria compartilhar essa fase da minha vida com vc. Me perdoa se encontrar algum erro de português….rsrsrs. Muito obrigado pelo espaço meu amor. Felicidades.

    • Cacau disse:

      Boa tarde querido! Eu amei ler seu relato, acho muito gostoso isso, compartilhar experiências, e perceber que temos tanto em comum…
      Eu acredito sim em amor virtual, acredito em amor de almas, amor de outras vidas… Acredito em amor, e ele realmente acontece. Não importa se estamos casados, separados, solteiros, viúvos… o amor simplesmente acontece, como se já nos conhecêssemos há anos! Claro que é muito mais fácil encontrarmos o amor quando estamos em crise, carentes, vazios e etc. Mais fácil ainda se apaixonar por alguém que nos entende, que nos traz leveza durante a tempestade, que nos diz exatamente o que esperamos ouvir… O que quero dizer é, o amor aconteceu em um momento que você estava ansiando por mudanças. Não que você não amasse sua esposa, você a amava, mas não conseguia mais sentir, porque os problemas se tornaram maior, e vocês não tiveram energia para lutar contra, somado a falta de diálogo, fez com que você encontrasse na outra, uma companhia, um ombro amigo, desabafo, enfim, foi distanciando mais ainda da sua vida real. Longe disso dizer que a culpa foi totalmente sua. Todo mundo que vive em um relacionamento sabe o quão difícil é mantê-lo de pé, é uma luta diária, uma entrega, conquista, e sobre a conquista, penso que é onde a maior parte de nós falhamos, pois esquecemos de conquistar o parceiro com quem convivemos. E digo isso pensando na sua esposa também. Vocês se distanciaram, e abriu um espaço para outra pessoa atingir seu coração. Tudo aconteceu e infelizmente não acabou muito bem. Mas a vida é assim mesmo, e estamos propensos a tudo. Agora para sua reflexão, o que você queria estar vivendo agora? Será que não vale a pena ir atrás disso? Quanto a essa mulher que você conheceu depois, será que ela correspondia seu amor da mesma forma, ou você apenas retirou dela tudo que precisava naquele momento de fragilidade… Acho que você deve ir atrás do que faz feliz, nem que seja pra quebrar a cara, e se sua decisão for baseada em seguir seu caminho sem as duas, que assim seja! Mas não se conforme ou se culpe. Adorei de verdade, e apreciei muito a sua coragem para compartilhar isso que aconteceu. Obrigada meu lindo. Um super beijo da sua Lady Cacau s2 s2 s2

  6. Marcello Rodrigues disse:

    Bom dia Cacau!
    Poxa, eu não imaginei que você tinha passado por tudo isso na sua vida, ter que administrar uma pós gestação com criança pequena e tentar salvar o seu casamento! O que me surpreendeu também, foi o fato de você não ficar com raiva ou rancor das GP,s, pelo contrário, você as admira, as respeita e inclusive já se relacionou com elas! Vou utilizar um jargão já ultrapassado: de um limão bem azedo,
    você fez uma deliciosa limonada. Isso é demonstração de grandeza, respeito e acima de tudo muito amor!
    Parabéns, você não desistiu do amor!
    Tenha certeza, que a minha admiração e o meu respeito aumentou ainda mais por você!
    Grande beijo minha querida!

    • Cacau disse:

      Isso mesmo meu lindo, foram 5 meses bem difíceis, mas graças a Deus passou e eu pude entender mais sobre esse mundo, que antes eu apenas julgava sem conhecer. Fico feliz de alguma forma por ter tido essa experiência, pois apesar da dor, eu cresci e amadureci muito 😁 obrigada pelo comentário 😍😘

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *